Indicação do Patrono

Na condição de Patrono da 54ª Feira do Livro de Porto Alegre, Charles Kiefer indicou Inventário das Delicadezas como uma das cinco obras da nova literatura gaúcha.

Para saber mais, clique aqui.

Anúncios

Lançamento em São Paulo

O organizador e os autores convidam para a noite de autógrafos da obra

INVENTÁRIO DAS DELICADEZAS

Dia 19 de setembro de 2008, das 18:30h as 21:30h (Bate-papo com os autores seguido da sessão de autógrafos) na Livraria da Vila – Vila Madalena

rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena – São Paulo – SP

Presença do Inventário na Bienal do Livro de São Paulo 2008

As autoras do Inventário das delicadezas Daniela Langer e Leila de Souza Teixeira participaram do evento A Produção da Nova Literatura do Sul na Bienal do Livro de São Paulo, dia 17 de agosto, e aproveitaram para convidar os presentes para o Lançamento do Inventário na capital paulista no mês de setembro, dia 19, na Livraria da Vila.

20ª Bienal do Livro de São Paulo 2008

No próximo domingo, dia 17 de agosto, autores do Inventário das delicadezas participarão do evento A Produção da Nova Literatura do Sul do Brasil na 20ª Bienal do Livro de São Paulo 2008. A iniciativa da atividade é do escritor Charles Kiefer e contará com dezenas de novos nomes da literatura gaúcha.

 

Segue o release do evento:

 

A Produção da Nova Literatura do Sul

 

No próximo domingo (17/08), a partir das 18h30min até às 20h30min, durante a 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, vai ocorrer o evento A Produção da Nova Literatura do Sul do Brasil. A atividade, agendada para o espaço Auditório A, conta com uma palestra do escritor gaúcho Charles Kiefer, e debate com dezenas de novos autores do Rio Grande do Sul, que pretendem  mostrar no evento um panorama do que vem sendo produzido no Estado e quem são os novos nomes da literatura gaúcha.

 

A proposta é apresentar o novo cenário de autores do sul do país a partir deste encontro na Bienal Internacional do Livro. Durante a palestra Charles Kiefer vai abordar outros pontos como o boom das oficinas literárias no Brasil e a contribuição deste gênero de atividade para a formação de novos talentos.

 

Charles Kiefer nasceu em Três de Maio em 1958. Estreou na ficção em 1982, com a novela Caminhando na chuva, texto dedicado a leitores adolescentes. Em 1987 e 1996 participou do International Writing Program, da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, e do International Writers Colony, em Guent, NY. Formado em Letras, é doutor em Teoria da Literatura pela PUCRS, mesma universidade onde ministra disciplinas nos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Letras. Já trabalhou como editor junto à Editora Mercado Aberto, de Porto Alegre. Mais conhecido como ficcionista, é autor de mais de 30 livros. Suas obras vêm sendo reeditadas pelas editoras Ática e Record. Vencedor por três vezes do Prêmio Jabuti, também obteve o Prêmio Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Tem obras publicadas na França e na Espanha. Seus livros também já foram adaptados diversas vezes para o teatro e para o cinema, como é o caso recente do monólogo Quem Faz Gemer a Terra (que esteve em cartaz em países como França, Itália, Suíça e Polônia) e o longa-metragem Valsa para Bruno Stein (vencedor do kikito de melhor atriz no Festival de Cinema de Gramado, em 2007). Kiefer ministra há mais de 20 anos Oficinas de Criação Literária, responsável pela formação de dezenas de novos autores, muitos deles também já premiados.

 

A Produção da Nova Literatura do Sul – Palestra de Charles Kiefer

20ª Bienal do Livro de São Paulo 2008

18:30h as 20:30 – Auditório B

Parque do Anhembi – São Paulo – SP

 

Dia Mundial do Livro

 

 

Original da Catalunha, região da Espanha, e mais tarde adotada pela Unesco, a tradição no dia Mundial do Livro diz que devemos deixar um livro solto pelo mundo – numa praça, num ônibus, em algum lugar de circulação – para que ele seja encontrado por alguém, que se encarregará de continuar a tradição no ano seguinte, e assim por diante, com a intenção de criar uma grande corrente de leitura.

 

 

 

No dia 23, quarta feira, foram deixados, em diferentes lugares da cidade, exemplares do Inventário das Delicadezas.

 

 

 

 

 

Os livros foram acompanhados de uma rosa e de um bilhete dizendo “se você achou este livro, ele agora é seu. Hoje, dia 23 de abril, é o dia Mundial do Livro, e diz a tradição que eles devem ser soltos no mundo para serem encontrados pelo seu leitor. Parabéns, Leitor. Desejamos que você goste da leitura e que possa, no ano que vem, continuar a tradição.”

 

 

 

Esperamos que as pessoas que os encontraram gostem da leitura.

Inventário das Delicadezas no Programa Livro Aberto

O professor Juremir Machado da Silva entrevista para o programa Livro Aberto, que ele apresenta para o canal UNITV (que passa, pela Net Porto Alegre, no canal 15), o organizador do Inventário das Delicadezas e a autora Cristina Moreira.

A conversa, informal sem deixar de ser inteligente, gira em torno dos temas abordados nos contos, a elaboração dos contos, o dilema das oficinas de literatura, e a grande dificuldade que os novos autores têm em encontrar leitores.

O programa vai ao ar hoje, dia 19, às 22:30 h, mas tem reprises nos seguintes horários:

Sexta feira, às 13:30h; Sábado e domingo às 18:30h.

Para quem não tem acesso ao canal 15 da Net Porto Alegre, tem a opção de assistir diretamente pelo canal, no site http://www.unitv.tv.br/ clicando no link Assista Agora.

Inventário invade Passo Fundo

Foi agora no sábado, dia 10 de novembro, que seis dos autores do Inventário das Delicadezas estiveram autografando, a convite da organização da Feira do Livro de Passo Fundo.

Estiveram presentes o presidente da Câmara do Livro da cidade, a diretora do núcleo da faculdade de letras da UPF, professoras e leitores buscando novidades literárias. Vários amigos e colegas de Leila de Souza Teixeira e Valmor Bordin, os dois autores do livro que vieram de Passo Fundo, também estiveram lá para prestigiar.

 O mais interessante foi ver que, apesar do mau tempo e das recentes tempestades que atingiram a cidade, durante o período em que os autores estiveram na praça onde foi organizada a Feira, a chuva não incomodou os autores e possibilitou que as pessoas pudessem circular entre as bancas e conhecer um pouco melhor os representantes do Inventário das Delicadezas que estavam lá.

Os autores agradecem imensamente à família Teixeira por todo carinho com que receberam os autores em sua rápida passagem por Passo Fundo.

Você pode ver algumas das fotos tiradas por lá em http://www.flickr.com/photos/cesta_literaria